Recursos Humanos

Pensamento Estratégico

Paula Harraca
Gerente Geral de Recursos Humanos Industrial Longos

Paula Harraca - Pensamento Estratégico

Longe de ser exclusividade de uma área ou de um cargo específico, o Pensamento Estratégico é uma competência que a ArcelorMittal espera de todos os seus empregados. A Gerente Geral de Recursos Humanos Industrial Longos, Paula Harraca, detalha comportamentos importantes para aprimorar a quarta das oito competências da série. Entre eles, visão sistêmica, pensamento crítico e criativo, “ter o foco do cliente”, e o olhar para o futuro.

Muitas vezes associamos o Pensamento Estratégico a uma área ou departamento da empresa, mas, antes de tudo, é preciso entender que se trata de uma competência do profissional. E isso independe de hierarquia, cargo, área de atuação ou mesmo do tipo de atividade desempenhada. Por mais que a circunstância seja simples e sem consequências diretas para o futuro dos negócios, se estiver amparada por uma análise de pontos de vista distintos, uma postura questionadora e uma visão que busca ir além do óbvio, já é possível identificar aí, a presença do pensamento estratégico.

A primeira definição que faço dessa competência é justamente ter uma visão ampla que, além da capacidade de enxergar cenários e possibilidades, consiga estabelecer conectividade entre as diferentes variáveis. É perceber pontos de interação e convergência entre questões com impacto direto sobre o negócio e que podem influenciar o futuro da empresa como a relação com o mercado, concorrentes, fornecedores, custo, agregação de valor. Situações que poderiam ser avaliadas de forma isolada, mas que, entre aqueles que manifestam claramente essa competência, são analisadas em conjunto, inclusive, para a identificação e antecipação de tendências.

Detalho ainda outros quatro itens de grande relevância para essa competência. O primeiro deles é a perspectiva sistêmica, ou seja, ter a capacidade de enxergar a cadeia completa de criação de valor na empresa e entender qual o papel de cada um dentro dela. Condição importante para o segundo ponto de destaque que é “ter o foco do cliente”, interno e externo. Entender o que ele pensa, o que valoriza e o que necessita são fundamentais para uma atuação que vislumbre competitividade e eficiência.

Esses fatores podem ser complementados pelo que chamo de pensamento no tempo que nada mais é do que considerar os acontecimentos do passado e pensar o presente com o olhar para o futuro. São três momentos que fornecem uma bagagem para que o processo decisório seja o melhor, mais efetivo e ágil possível. Finalmente destaco o pensamento crítico e criativo que seria uma combinação entre “pensar fora da caixa”, levantar hipóteses, cenários e possibilidades e, ao mesmo tempo, ter um olhar questionador.

Acredito que a empresa só consiga crescer amparada por pessoas que desenvolvam essa competência. Profissionais que questionam o status quo, assumem riscos ponderados, buscam mudar e até mesmo criar o amanhã, têm sensibilidade e intuição para identificar a responsabilidade de cada um na organização e conectar esses papéis. Os gestores tem um importante papel no fomento ao pensamento estratégico ao criarem um ambiente de valorização de soluções inovadoras e abrir espaço para o surgimento e apresentação de novas ideias.

Para ampliar os conhecimentos nessa competência, Paula sugere o livro Repensando o futuro que reúne textos dos maiores gurus da administração e gerenciamento da atualidade. A gestora recomenda, especialmente, a leitura dos capítulos de CK Prahalat, Stephen Covey e Michael Porter.

Voltar

Oferecer as melhores soluções em aço é algo que levamos a sério

  • Oferecer as melhores soluções em aço é algo que levamos a sério

    A imagem do aço quanto à sua resistência e durabilidade já é conhecida, mas isso não é tudo. A ArcelorMittal oferece soluções modernas em aços planos e longos de alta resistência que possibilitam a redução de peso dos veículos, melhor desempenho na aplicação e menor custo total, melhorando a eficiência energética e diminuindo as emissões de gases poluentes, além de proporcionarem maior resistência contra impactos.

    Isso é ArcelorMittal